Marcos Ramon

Enquanto espero


Enquanto espero eu torço pra não dar tudo errado, pra eu não perder a paciência, pra eu não desistir de ser essa pessoa que acredita que tem coisas que ainda fazem sentido.

Esperar (esperar qualquer coisa!) é difícil porque nessa situação nos vemos forçados a olhar para nós mesmos.

Claro que existem as distrações: um livro, um biscoito, uma timeline infinita no smartphone. Mas as distrações são só isso, distrações. Entre uma e outra - e enquanto esperamos - temos que confrontar quem somos, temos que encarar o que somos. E isso é difícil, eu sei…

Mas uma coisa que eu já entendi da vida é que sempre teremos tempo para aprender a fazer melhor as coisas que são vitais e necessárias pra gente. Aprender é um processo longo e demorado, mas aqui não precisa de pressa. É só ter calma, e esperar.

Obra de Nicolas Party

Marcos Ramon

Marcos Ramon

Professor no Instituto Federal de Brasília, pesquisando ensino, estética e cibercultura. Lattes | ORCID | Arquivo
comments powered by Disqus

Marcos Ramon / Professor de Filosofia, pesquisando estética e cibercultura.

Inscreva-se na newsletter para receber atualizações por email. 😉