Marcos Ramon Info

Como se importar muito com o que não importa

Eu tenho uma capacidade imensa de me importar demais com coisas menores, coisas que pouco interferem no resultado final do que eu faço e nem sequer vão ser percebidas pela maioria das pessoas. E isso não é perfeccionismo. É, talvez, o contrário. Provavelmente um tipo de exibicionismo disfarçado de ação em prol de uma maior simplicidade na vida.

Não sei se eu posso mudar completamente isso em mim (faz muito tempo que eu sou assim…). Mas eu preciso evitar a perda de tempo que isso me causa. Vamos ver…

Marcos Ramon

Marcos Ramon

Professor no Instituto Federal de Brasília, pesquisando ensino, estética e cibercultura. Lattes | ORCID | Arquivo
comments powered by Disqus